Doce Luar

Versos e mensagens, minhas ou de outrém...



Uma pequena pessoa morreu apenas de fingimento
Desejava ficar completamente só
O pequeno coração permaneceu quieto por horas
Então o tomaram por morto
Deixaram-no que a areia molhada o enterrasse
Com uma caixa de música na mão

A primeira neve a cobrir o túmulo
Acordou a criança de modo bem suave
Numa noite fria de inverno
Seu pequeno coração despertou

Na medida que o gelo voava na criança
A caixa de música foi aberta
Uma melodia no vento
E para fora da terra canta a criança

Upa upa cavalinho
E anjo algum desce à terra
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo
Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
E para fora da terra canta a criança

A gélida lua, cheia em seu explendor
Ouve o pranto na noite
E anjo algum desce à terra
Apenas a chuva chora sobre o túmulo

Entre duras tábuas de carvalho
Ele irá tocar com a caixinha de música
Uma melodia no vento
E para fora da terra canta a criança

Upa upa cavalinho
E anjo algum desce à terra
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo
Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
E para fora da terra canta a criança

Upa upa, cavalinho.
Meu coração não bate mais.

No domingo dos mortos eles ouvem
Dos campos do senhor essa melodia
É quando eles rezam por ele
O pequeno coração salvo dentro da criança

Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo
Upa upa cavalinho
E anjo algum desce à terra
Meu coração não bate mais
E sobre a terra canta a criança

Upa upa cavalinho
Uma melodia no vento
Meu coração não bate mais
Apenas a chuva chora sobre o túmulo



















[Spieluhr - Rammstein]

7 comentários:

adorei (:

Saudades que guardam sentimentos é a presença da morte em todo momento... triste e reflexivo

Ups!!! enganei-me o comentário para este post está no post anterior :) Acontece :D

beijinhos

Anônimo disse... 17/09/2011 16:44  

Ed Luchten: Po que letrinha forte, mesmo sendo tristinha ainda me tira um pouco a minha tristeza distraindo-me com outras tristezas eheh

Intenso demais.
Vejo que a inteligência e bom gosto são muito presentes nestas páginas.
Abraços

Como fã inveterada da banda não tenho muito o que dizer, para mim a letra diz tudo...essa me tocou em especial, por isso a compartilho com vocês

a todos, meu abraço especial, adorei a visita^^

Olá sou Magno Oliveira do Blog Folhetim Cultural visito seu espaço, para convidar você a conhecer o Folhetim Cultural, blog atualizado diariamente com notícias culturais, espaço para contos, crônicas, poesias e muita cultura.
Endereço do blog: http://informativofolhetimcultural.blogspot.com/
Twitter Magno Oliveira: http://twitter.com/#!/oliveirasmagno
Twitter Folhetim Cultural: http://twitter.com/#!/FolhetimCultura
E-mail Folhetim Cultural: folhetimcultural@hotmail.com
Aguardo sua visita, espero que goste deste espaço cultural
Magno Oliveira
Folhetim Cultural

Postar um comentário

Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?

Clarice Lispector

Carinho

Carinho
da amiga Dandara

da amiga Srtª Bêêh

recebido da Joyce Kelly

da Joyce Kelly

Da Pat...

De A dangerous mind (1 dos 4)

de A Dangerous Mind e Somewere

de A Dangerous Mind

de A Dangerous Mind
Ocorreu um erro neste gadget

Por aqui ficaram:

Todos os textos aqui expostos e que não possuem assinatura são de autoria da proprietária do blog, os demais encontram-se devidamente referenciados. As imagens podem ser encontradas no google images. Por favor, não plagie, respeite os autores, crie suas próprias estórias. Obrigada pela visita, voltem sempre! bjus da kirah^^

hoje (clique vídeo)

hoje (clique vídeo)
Talvez eu já saiba a resposta...

Mo Foo