Doce Luar

Versos e mensagens, minhas ou de outrém...

Palavras, por que se foram?
Sinto sua falta, preciso de vocês
Preciso de vocês pra expressar
Aquilo que de minha garganta não sai
Aquele aperto no peito indecifrável
Ai palavras, onde estão?
Preciso definir esse sentimento confuso
Preciso expressar o que me vai por dentro
Assim não dá, ficar sem falar
Isso ainda vai me matar
Essa incapacidade de expurgar
O que me dói na alma...


3 comentários:

As vezes elas somem mesmo, mas como eu, aprenda com o Drummond...

..."Penetra surdamente no reino das palavras.
Lá estão os poemas que esperam ser escritos.
Estão paralisados, mas não há desespero,
há calma e frescura na superfície intata.
Ei-los sós e mudos, em estado de dicionário.
Convive com teus poemas, antes de escrevê-los.
Tem paciência se obscuros. Calma, se te provocam.
Espera que cada um se realize e consume
com seu poder de palavra
e seu poder de silêncio.
Não forces o poema a desprender-se do limbo.
Não colhas no chão o poema que se perdeu.
Não adules o poema. Aceita-o
como ele aceitará sua forma definitiva e concentrada
no espaço.

Chega mais perto e contempla as palavras.
Cada uma
tem mil faces secretas sob a face neutra
e te pergunta, sem interesse pela resposta,
pobre ou terrível, que lhe deres:
Trouxeste a chave?

Repara:
ermas de melodia e conceito
elas se refugiaram na noite, as palavras.
Ainda úmidas e impregnadas de sono,
rolam num rio difícil e se transformam em desprezo"

Carlos Drummond de Andrade em A Procura da Poesia.

Eu mudei o endereço do meu blog Kirah, tenho escrito bem menos, mas ele ainda está vivo. haha

http://denisbeck.blogspot.com.br/

estou tentando praticar o que diz Drummond, quem sabe eu consiga?!
obrigada pela visita e pelo poema, irei ao seu novo endereço fazer uma visita =)
Abraços da kirah

Essa dificuldade com as palavras também me atinge com uma certa frequencia. A necessidade de se expressar e não saber exatamente como é angustiante... O que costuma me fazer mais leve nesses momentos é entrar em contato com a música, uma de minhas grandes paixões: “A música expressa o que não pode ser dito em palavras mas não pode permanecer em silêncio.” ―Victor Hugo. Acredito que nesses momentos, os outros ramos das artes nos ajudam (:

Postar um comentário

Quem és tu que me lês? És o meu segredo ou sou eu o teu?

Clarice Lispector

Carinho

Carinho
da amiga Dandara

da amiga Srtª Bêêh

recebido da Joyce Kelly

da Joyce Kelly

Da Pat...

De A dangerous mind (1 dos 4)

de A Dangerous Mind e Somewere

de A Dangerous Mind

de A Dangerous Mind
Ocorreu um erro neste gadget

Por aqui ficaram:

Todos os textos aqui expostos e que não possuem assinatura são de autoria da proprietária do blog, os demais encontram-se devidamente referenciados. As imagens podem ser encontradas no google images. Por favor, não plagie, respeite os autores, crie suas próprias estórias. Obrigada pela visita, voltem sempre! bjus da kirah^^

hoje (clique vídeo)

hoje (clique vídeo)
Talvez eu já saiba a resposta...

Mo Foo